Document
PATROCINADORES

Desemprego cresce em 11 estados no segundo trimestre

O desemprego cresceu em 11 estados no segundo trimestre de 2020, na comparação com os três primeiros meses do ano, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa de desocupação, segundo informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), se manteve estável nos outros 14 estados e registrou queda em apenas dois – Amapá (-5,8%) e Pará (-1,6%).

As maiores taxas de desocupação foram observadas na Bahia (19,9%), Sergipe (19,8%), Alagoas (17,8%), Amazonas (16,5%), Rio de Janeiro (16,4%) Roraima (16,3%) e Maranhão (16,0%), enquanto as menores estão em Santa Catarina (6,9%), Pará (9,1%), Rio Grande do Sul (9,4%) e Paraná (9,6%). De acordo com o IBGE, as maiores altas no desemprego foram verificadas em Sergipe (4,3 pontos percentuais), Mato Grosso do Sul (3,7 pontos), Rondônia (2,3 pontos) e Rio de Janeiro (1,9 pontos).

Em 12 unidades da federação, o desemprego superou a média nacional, de 13,3%. O país tinha 12,8 milhões de pessoas sem trabalho no segundo trimestre, conforme já havia anunciado o instituto no início do mês. A taxa de desocupação aumentou 1,1 ponto percentual, em comparação com o primeiro trimestre de 2020 (12,2%), e 1,3 ponto frente ao segundo trimestre de 2019 (12,0%).

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.