Document
PATROCINADORES

Desemprego chega a 14,7% no primeiro trimestre, mostra IBGE

O IBGE divulgou nesta quinta-feira (27) que a taxa de desocupação no país subiu para 14,7% no primeiro trimestre deste ano. O índice representa uma alta de 0,8 ponto percentual na comparação com o último trimestre de 2020 (13,9%). O avanço corresponde a mais 880 mil pessoas desocupadas, totalizando 14,8 milhões na fila em busca de um trabalho. Com a pressão da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus e as medidas de distanciamento social, essa foi a maior taxa e o maior contingente de desocupados de todos os trimestres da série histórica, iniciada em 2012.

“Esse aumento da população desocupada é um efeito sazonal esperado. As taxas de desocupação costumam aumentar no início de cada ano, tendo em vista o processo de dispensa de pessoas que foram contratadas no fim do ano anterior. Com a dispensa nos primeiros meses do ano, elas tendem a voltar a pressionar o mercado de trabalho”, observou a analista da pesquisa, Adriana Beringuy.

Já o contingente de ocupados (85,7 milhões) ficou estatisticamente estável entre janeiro a março de 2021 em relação ao último trimestre do ano passado. Mas o nível de ocupação (48,4%) reduziu 0,5 ponto percentual. “Desde o trimestre encerrado em maio do ano passado, o nível de ocupação está abaixo de 50%, o que indica que menos da metade da população em idade para trabalhar está ocupada no país”, acrescentou a analista.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.