PATROCINADORES

Crescimento robusto do PIB está condicionado a reformas, diz Fiesp

Relatório divulgado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) mostra que a economia brasileira deve crescer 2,5% em 2019. A entidade avalia, no entanto, que o crescimento robusto do PIB está condicionado a reformas estruturais que melhorem o ambiente de negócios, como a tributária.

Para a Fiesp, o novo governo precisa formar maioria no Congresso e aprovar a reforma da Previdência para sinalizar responsabilidade fiscal. Com isso, a federação acredita que as incertezas econômicas irão recuar, os juros irão cair, a bolsa aumentar e a confiança do empresariado e do consumidor se recuperar. A economia irá crescer puxada pela expansão dos investimentos e do consumo.

No relatório, a Fiesp lista as principais barreiras à competitividade e ao crescimento. Na visão dos industriais paulistas, a tributação e a burocracia são os principais entraves. A entidade cita no estudo algumas medidas que podem ser tomadas para o país recuperar o crescimento sustentado. Além das reformas, constam a redução da concentração bancária, o aumento dos investimentos em infraestrutura e maior segurança jurídica.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + três =

Pergunte para a

Mônica.