PATROCINADORES

Coronavírus – Boletim diário com Sidney Klajner

Para o presidente do Hospital Israelita Albert Einstein, Sidney Klajner, a telemedicina será importantíssima no combate à pandemia de coronavírus. O Einsten, hoje, atende 181 leitos de UTI à distância e aumentou sua equipe para ampliar este atendimento para 540 unidades – a implementação dessa estratégia, no entanto, depende ainda de alguns detalhes que serão discutidos com o ministro da Saúde ao longo do dia. Como faz tratamento contra artrite, que é imunossupressor, o próprio Klajner faz parte do grupo de risco e enfrenta os efeitos do isolamento social. Atende somente emergências – ele é cirurgião do aparelho digestivo e coloproctologista – ou faz consultas por teleconferência. A seguir, os highlights, da entrevista do presidente do Einsten a Money Report:

O Einsten tem hoje 45 internados com sintomas do coronavírus, dos quais 21 foram confirmados. Sete estão na UTI e o hospital não informa detalhes sobre estes pacientes. Todos esses casos estão sendo tratados com suporte respiratório, por intermédio de máscaras ou entubamento.

A curva de casos reportados é parecida com a da Itália. A diferença é que, agora, muitos hospitais não testam mais pessoas assintomáticas.

A mensagem importante é: evitem sair de casa. Se houver o isolamento social, a curva de contágio será menor e não haverá estrangulamento do sistema de saúde.

Sobre a possibilidade de um segundo contágio: é possível, pois o coronavírus sofrerá mutações. É como o influenza. Ao pegar uma gripe comum, a pessoa fica imunizada contra aquela versão de vírus. Mas, no ano seguinte, com uma eventual mutação, os mesmos pacientes podem se infectar novamente.

O número de novos casos se estabilizou na Itália nos últimos dois dias. Em princípio, pode ser uma boa notícia. Mas a taxa de mortalidade continua alta e precisamos esperar para fazer uma melhor análise do quadro.

Os números de casos devem ser maiores que os oficiais, pois não contam aqueles contaminados que não apresentam sintomas. Mas isso ocorreu também nos outros países onde ocorreu a pandemia.

Sobre os efeitos da temperatura elevada no vírus: ainda é cedo para avaliar. A temperatura alta, por enquanto, tem apenas uma consequência – evitar a aglomeração de pessoas em ambientes fechados.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.