Document
PATROCINADORES

CNI: com vacinação lenta, brasileiro estende expectativa de retomada

Um levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), feito em parceria com o Instituto FSB Pesquisa, aponta que o ritmo da vacinação e a segunda onda da pandemia do novo coronavírus derrubaram a expectativa do brasileiro em uma retomada mais rápida da economia. A sondagem revela que que 71% das pessoas consideram que a economia vai levar, pelo menos, um ano para se recuperar. Na sondagem anterior, de julho de 2020, a taxa ficou em 61%.

Para a CNI, o sentimento impacta os hábitos de consumo e foi influenciado diretamente pela vacinação: 83% dos entrevistados avaliam o ritmo da campanha nacional lento e 35% dos que ainda não foram imunizados não têm expectativa de receberem as doses esse ano. O presidente da entidade, Robson Braga de Andrade, reforça a necessidade de acelerar o processo, para controlar a situação e criar condições para a volta à normalidade.

“Só a imunização em massa da população contra a doença recolocará o Brasil no caminho da retomada da economia, do dinamismo do mercado consumidor e na rota dos investimentos. Mais importante, a rápida execução do Plano Nacional de Imunização – respeitando a ordem dos grupos prioritários – permitirá que a população brasileira possa, enfim, contar com a proteção contra essa doença que tem trazido enorme custo humano para o país e o mundo”, afirmou.

Clique aqui para conferir a íntegra da pesquisa “Os brasileiros, a pandemia e o consumo”.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.