Document
PATROCINADORES

Cerca de 300 mil deixaram de trabalhar no home office em julho

Dados divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nesta segunda-feira (21), apontam que cerca de 300 mil profissionais deixaram de trabalhar remotamente no Brasil em julho. De acordo com o estudo, havia 8,7 milhões de pessoas em home office em junho, número que recuou para 8,4 milhões em julho. Desse total, aponta a análise, 7,06 milhões são de trabalhadores formais.

A maioria dos profissionais beneficiados com a possibilidade do home office possui nível universitário, aponta o Ipea. De acordo com os dados, 70% dos trabalhadores remotos completaram o ensino superior. Segundo o Ipea, 51% dos que trabalham remotamente são profissionais da ciência ou que exercem alguma atividade intelectual. A maioria dos profissionais em home office encontram-se no Sudeste (57,9%), seguidos pelos do Nordeste (16,8%), Sul (14,8%), Centro-Oeste (7,5%) e o Norte (3%), mostra o estudo.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.