PATROCINADORES

Campos Neto admite retomada comprometida, mas projeta melhora com vacinação

Em evento virtual realizado na noite de terça-feira (2), o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, apontou que a piora da pandemia no início do ano já reflete nos dados do crescimento econômico, principalmente no desempenho do comércio. Campos Neto apontou que, diante das medidas mais rígidas para conter o avanço da doença em diversas cidades do país, a retomada pode desacelerar no primeiro semestre. “O comércio melhorou recentemente, mas ainda não pega efeito do pequeno lockdown. Sempre destacamos que a recuperação é desigual e o setor de serviços segue deprimido”, destacou. “Se tiver um lockdown maior pode gerar um primeiro semestre um pouco pior”, acrescentou. Mesmo com o cenário de incertezas, o presidente do BC projetou uma melhora no segundo semestre, já com a vacinação em estágio avançado, que pode contribuir para um aquecimento gradual do mercado de trabalho. “Assim você retira o fator medo e as coisas voltam a funcionar”, completou.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =

Pergunte para a

Mônica.