PATROCINADORES

Bolsonaro zera impostos do diesel e gás de cozinha – e sobe de bancos

Como vinha prometendo para amenizar a insatisfação dos caminhoneiros e consumidores, o presidente Jair Bolsonaro editou um decreto e uma medida provisória para zerar as alíquotas de cobrança de impostos federais para o gás de cozinha e o PIS/Cofins para o diesel. A diminuição do tributo do diesel vale por dois meses, enquanto a relativa ao gás de cozinha é definitiva e não tem prazo para encerramento. Para não ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal, que exige uma compensação para que não haja queda de arrecadação, Bolsonaro editou uma medida provisória aumentando a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) das instituições financeiras (de 20% para 25%), alterando ainda as regras de Imposto sobre os Produtos Industrializados (IPI) para a compra de veículos por pessoas com deficiência e encerrando o Regime Especial da Indústria Química (Reiq), que garantia incentivos para a indústria petroquímica.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =

Pergunte para a

Mônica.