PATROCINADORES

Boa Vista: movimento do comércio espera fôlego com avanço da vacinação

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, recuou 2,5% em janeiro na comparação mensal dessazonalizada, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (25) pela Boa Vista, empresa que aplica inteligência analítica na transformação de informações para a tomada de decisões em concessão de crédito e negócios em geral. Na avaliação acumulada em 12 meses, o indicador apresentou retração de 5,3%. No mesmo sentido, na comparação com janeiro do ano passado, houve queda de 8,3%.

Segundo a Boa Vista, apesar de perceber um aumento da participação das vendas online sobre o varejo total ao longo dos últimos meses, esse movimento não foi capaz de evitar a fragilização do comércio provocada pela crise do novo coronavírus. Embora o e-commerce tenha ganhado destaque em 2020, seu resultado ainda representa aproximadamente 10% das vendas no varejo, o que contribuiu para desacelerar a queda na análise de longo prazo, mas sem efeitos extraordinários para o setor como um todo.

Em janeiro, o indicador apresentou a terceira queda mensal consecutiva, sem uma tendência clara de recuperação como resultado do impacto e da inércia causados pela pandemia sobre a atividade econômica. “Assim, espera-se que a trajetória atual observada na curva de longo prazo seja revertida à medida que avança o processo de imunização da população e, consequentemente, a atividade econômica passa a ter novo fôlego para deixar os tempos de crise para trás”, destacou a empresa.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × quatro =

Pergunte para a

Mônica.