PATROCINADORES

Copom vê reformas como essenciais para a recuperação da economia

O Banco Central divulgou nesta terça-feira (17) a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que reduziu a taxa básica de juros (Selic) para 4,5% ao ano – menor patamar da história. Os integrantes do colegiado não sinalizaram a chance de novos cortes nos próximos encontros. Eles indicaram apenas que a possibilidade irá depender da evolução da atividade econômica no país, entre outros fatores. “O Copom entende que o atual estágio do ciclo econômico recomenda cautela na condução da política monetária. O Comitê enfatiza que seus próximos passos continuarão dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação”, diz o documento. O comitê observou também a importância do avanço da agenda de reformas estruturais para fortalecer o crescimento da economia. “O Copom avalia que o processo de reformas e ajustes necessários na economia brasileira tem avançado, mas enfatiza que perseverar nesse processo é essencial para permitir a consolidação da queda da taxa de juros estrutural e para a recuperação sustentável da economia. O Comitê ressalta ainda que a percepção de continuidade da agenda de reformas afeta as expectativas e projeções macroeconômicas correntes”, completa o texto.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.