Document
PATROCINADORES

Banco UBS vê Brasil em início de ciclo de 10 anos de crescimento

Em relatório a investidores divulgado nesta quinta-feira (6), o banco suíço UBS afirmou que o Brasil está no início de um ciclo de crescimento da economia, iniciado após o impeachment de Dilma Rousseff em 2016, que pode durar 10 anos. O banco vê com extremo otimismo o governo de Jair Bolsonaro, que se inicia próximo janeiro. “Acreditamos que o resultado da eleição presidencial no mês passado será um divisor de águas na forma de fazer política e negócios no Brasil”, afirmou o banco no relatório. “O novo governo será ‘pró-business’. O objetivo é fazer um ‘choque de competitividade’ que promova a posição do Brasil no ranking de ‘facilidade de fazer negócios’.”

O UBS destaca que, ao contrário de Michel Temer, Bolsonaro herdará o país numa situação macroeconômica muito mais favorável, com inflação e juros baixos – e sem perspectivas de grandes aumentos –, contas externas equilibradas e espaço para crescimento do PIB. O viés “pró-business” favorecerá, na avaliação do banco, a aprovação da reforma da previdência em 2019. “Se o novo governo tomar medidas na direção certa, o PIB poderá crescer acima do potencial nos próximos quatro anos.” O banco acredita que o PIB pode crescer a uma taxa média anual de 3% nos próximos anos, apoiado num aumento anual de 8% nos investimentos.

Nesse cenário, o UBS recomenda aos seus investidores adotar uma posição “acima do neutro” em investimentos em ações e abaixo do neutro em títulos com taxa pós-fixada. “Vemos um potencial de valorização do múltiplo PL atualmente a 11x, em linha com a média de longo prazo e a estimativa de crescimento de lucros de 25% projetados para os próximos doze meses.”

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.