Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Banco UBS vê Brasil em início de ciclo de 10 anos de crescimento

Banco UBS vê Brasil em início de ciclo de 10 anos de crescimento

Em relatório a investidores divulgado nesta quinta-feira (6), o banco suíço UBS afirmou que o Brasil está no início de um ciclo de crescimento da economia, iniciado após o impeachment de Dilma Rousseff em 2016, que pode durar 10 anos. O banco vê com extremo otimismo o governo de Jair Bolsonaro, que se inicia próximo janeiro. “Acreditamos que o resultado da eleição presidencial no mês passado será um divisor de águas na forma de fazer política e negócios no Brasil”, afirmou o banco no relatório. “O novo governo será ‘pró-business’. O objetivo é fazer um ‘choque de competitividade’ que promova a posição do Brasil no ranking de ‘facilidade de fazer negócios’.”

O UBS destaca que, ao contrário de Michel Temer, Bolsonaro herdará o país numa situação macroeconômica muito mais favorável, com inflação e juros baixos – e sem perspectivas de grandes aumentos –, contas externas equilibradas e espaço para crescimento do PIB. O viés “pró-business” favorecerá, na avaliação do banco, a aprovação da reforma da previdência em 2019. “Se o novo governo tomar medidas na direção certa, o PIB poderá crescer acima do potencial nos próximos quatro anos.” O banco acredita que o PIB pode crescer a uma taxa média anual de 3% nos próximos anos, apoiado num aumento anual de 8% nos investimentos.

Nesse cenário, o UBS recomenda aos seus investidores adotar uma posição “acima do neutro” em investimentos em ações e abaixo do neutro em títulos com taxa pós-fixada. “Vemos um potencial de valorização do múltiplo PL atualmente a 11x, em linha com a média de longo prazo e a estimativa de crescimento de lucros de 25% projetados para os próximos doze meses.”

Envie seu comentário