PATROCINADORES

Banco do Brasil aprova programa de demissão voluntária e fechamento de agências

Em comunicado ao mercado, o Banco do Brasil informou nesta segunda-feira (11) a aprovação de “um conjunto de medidas relacionadas à revisão e ao redimensionamento de sua estrutura organizacional”. Entre as alterações estão o fechamento de 361 unidades, sendo 112 agências, sete escritórios e 242 postos de atendimento. Outras 243 agências serão transformadas em postos de atendimentos e oito postos serão convertidos em agências. O BB também vai transformar 145 unidades de negócios em lojas, sem guichês de caixa. “A reorganização da rede de atendimento objetiva a sua adequação ao novo perfil e comportamento dos clientes e compreende, além das medidas de otimização de estrutura descritas acima, outros movimentos de revisão e redimensionamento nas diretorias, áreas de apoio e rede, privilegiando a especialização do atendimento e a ampliação da oferta de soluções digitais”, destacou a instituição em nota. A economia líquida anual estimada é de R$ 353 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões até 2025. Além disso, o Banco do Brasil aprovou duas modalidades de desligamento incentivado voluntário aos funcionários: o Programa de Adequação de Quadros (PAQ), para otimizar a distribuição da força de trabalho, e o Programa de Desligamento Extraordinário (PDE), disponível a todos os funcionários do BB que atenderem aos pré-requisitos. A expectativa do é que cerca de cinco mil funcionários venham a aderir aos dois programas de desligamento. “O número final de adesões, assim como o respectivo impacto financeiro, serão informados ao mercado após o encerramento dos períodos de adesão que ocorrerá até 5 de fevereiro”, acrescentou a instituição.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + um =