Document
PATROCINADORES

Associação vê reaquecimento da economia na capital paulista

Um balanço divulgado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) sinaliza que a economia da capital paulista tem registrado uma rápida recuperação dos efeitos da crise do novo coronavírus. A flexibilização das medidas de isolamento social e a retomada de praticamente todas as atividades têm influenciado o movimento positivo. Um levantamento da primeira quinzena de setembro mostra que as vendas no município cresceram 35,8% em relação aos primeiros 15 dias de agosto. “Há mais gente nas ruas, mais gente trabalhando e mais gente consumindo”, destacou Marcel Solimeo, economista da ACSP. O reaquecimento do comércio, segundo a associação, também pode ser observado na comparação entre os mesmos meses de 2020, com a pandemia, e 2019, sem os impactos da doença. O pior tombo foi notado em maio (-67%) e desde então houve uma desaceleração. O recuo em agosto foi de 33,6% e, agora, na prévia quinzenal de setembro, a retração atingiu o menor nível contra o período correspondente do ano passado: -17,9%. A tendência é que o setor mantenha a trajetória de recuperação até o final de 2020, puxado por eventos como a Semana do Brasil e a Black Friday. “O comércio já estava claramente se aquecendo e, quando o lojista baixa os preços de seus produtos, ele ajuda a impulsionar ainda mais a economia”, completou Solimeo.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.