Document
PATROCINADORES

Arrecadação federal volta a crescer após seis baixas seguidas

A Receita Federal divulgou nesta quinta-feira (1) que a arrecadação de impostos, contribuições e demais tributos somou R$ 124,505 bilhões em agosto. Houve uma alta real de 1,33% na comparação com o mesmo mês de 2019, descontada a inflação. O resultado interrompe uma série de seis quedas consecutivas motivadas pelos efeitos da pandemia do novo coronavírus, como a contração da atividade econômica e a suspensão de vários tributos para aliviar as empresas durante crise. O desempenho de agosto foi influenciado justamente pelo reaquecimento do mercado e pela volta do pagamento de impostos – em alguns casos de forma dobrada. No mês, as companhias tiveram que quitar duas parcelas do PIS e da Cofins – a atual e a de abril, que foi atrasada. Agora, no acumulado dos oito primeiros meses de 2020, a arrecadação, em termos reais, ficou em R$ 906,461 bilhões – um recuo de 13,23% frente ao mesmo período do ano passado.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.