Document
PATROCINADORES

Aos olhos do mercado, Brasil já é, na ‘prática’, grau de investimento

Aos poucos, a economia brasileira se recupera e vê melhora no ambiente micro e macroeconômico. O CDS (Credit Default Swap) para o Brasil está abaixo do de países com a mesma nota nas agências de classificação de risco e em patamares de economias com o “grau de investimento”, classificadas como boas pagadoras. O CDS é uma taxa extra, que emissores de títulos da dívida pagam, como uma espécie de seguro contra calote. Quanto maior o risco de não pagamento, maior é o CDS. Atualmente, o CDS do Brasil está em 129 pontos (quanto mais próximo do zero, melhor).

Por que é importante

A aprovação da reforma da Previdência é um dos motivos que têm levado à queda da percepção de risco do Brasil. A melhora na percepção de risco aumenta o fluxo de recursos para o país

Quem ganha

O governo e empresas que emitem títulos e debêntures para financiarem suas atividades

Quem perde

Os investidores que ganhavam dinheiro "fácil" com a maior percepção de risco sobre o Brasil

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.