PATROCINADORES

André Brandão pode ser demitido da presidência do Banco do Brasil

Ganhou força nos bastidores a possibilidade de André Brandão ser demitido da presidência do Banco do Brasil menos de seis meses depois de ter assumido o posto no lugar de Rubem Novaes. O motivo seria o anúncio no início da semana de um plano de reorganização do banco público, com o fechamento de agências e um programa de demissão voluntária. A repercussão teria irritado o presidente Jair Bolsonaro, que considerou as medidas inapropriadas no momento em que o país enfrenta dificuldades na área de emprego. O ministro da Economia, Paulo Guedes, busca contornar a situação.

Por que é importante

Os rumores sobre a saída de André Brandão derrubaram as ações do Banco do Brasil (-4,94%). O temor é que a demissão abra espaço para uma indicação política

Quem ganha

A ala política do governo, mais preocupada com a eleição de 2022

Quem perde

A ala liberal, já que as medidas visam tornar o BB mais enxuto e competitivo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários