Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

PIB cresce 2% em 2019, segundo projeções de especialistas

PIB cresce 2% em 2019, segundo projeções de especialistas

Após viver a pior recessão da sua história, entre 2014 e 2016, o Brasil deve fechar 2018 com avanço de 1,3% do Produto Interno Bruto (PIB), após alta de 1% em 2017. Para o próximo ano, a expectativa é que o produto avance pelo menos 2%, segundo especialistas de três consultorias ouvidos por MONEY REPORT. Em comum, todos apostam na aprovação de uma reforma nas regras previdenciárias. Por outro lado, vislumbram um relacionamento complicado entre o governo de Jair Bolsonaro e o Congresso Nacional. Confira as análises a seguir:

Alessandra Ribeiro, economista e sócia da Tendências Consultoria

Projeção do PIB para 2019: crescimento de 2%

Partimos da premissa de que o governo Bolsonaro será bem-sucedido no encaminhamento da agenda fiscal, com destaque para a Reforma da Previdência, emitindo sinais concretos ao longo do primeiro semestre para aprovar (a reforma) logo no início do segundo semestre. Também devemos observar outras reformas com impactos fiscais relevantes, como a adoção de uma regra para atrelar o aumento do salário mínimo à variação do PIB per capita, além de contar com as receitas extraordinárias de eventuais privatizações e concessões. Apesar de contarmos com essas reformas, acreditamos que elas serão feitas de forma gradual, sem grande entusiasmo, graças a uma provável volatilidade no cenário político. O ajuste fiscal, por outro lado, tende a fazer o PIB recuar no que diz respeito aos gastos do governo. O consumo das famílias deve crescer 3,5% e os investimentos, 5,5%.

Giulia Coelho, economista da 4E Consultoria

Projeção do PIB para 2019: crescimento de 2,3%

A aceleração da atividade econômica deve se basear em uma melhora no cenário doméstico. A base fraca de comparação, tendo em vista o desempenho da economia nos últimos anos, deve impulsionar os resultados de 2019. Nosso cenário base contempla a aprovação de alguma Reforma da Previdência, prejudicada por um relacionamento difícil entre governo e Congresso, que deve atrapalhar a governabilidade.

Sergio Vale, economista-chefe da MB Associados

Projeção do PIB para 2019: crescimento de 2,2%

A expectativa é de crescimento moderado em 2019, em virtude das incertezas que o país deve enfrentar. Espero que o governo tenha força política para aprovar a Reforma da Previdência, mas ainda existe uma grande dúvida em relação ao tema. Mudanças na aposentadoria sempre foram complicadas no Brasil, mesmo com presidentes hábeis na articulação política, o que não é o caso do Bolsonaro. Considero que algo vai passar, na crença de que o próprio presidente e o Congresso vão acabar percebendo que o abandono da reforma vai jogar o país de novo na instabilidade. Um cenário externo mais turbulento a partir do segundo semestre, com risco real de recessão nos Estados Unidos, também deve limitar a expansão do PIB.

Envie seu comentário

18 − 18 =