PATROCINADORES

90% das PMEs identificaram oportunidades na pandemia, mostra estudo

Uma pesquisa da Serasa Experian mostra que 90% das micro, pequenas e médias empresas brasileiras conseguiram enxergar novos caminhos e oportunidades na pandemia para manterem suas atividades, ainda que quase metade (49%) dos empreendedores entrevistados tenha admitido impactos negativos para seu negócio nos últimos meses. Entre as oportunidades, as três principais foram: aprender novas modalidades de vendas e/ou prestação de serviços (38%), empreender e inovar (33%) e rever parcerias e fornecedores (33%). A sondagem foi realizada em novembro de 2020 e ouviu executivos de 521 micro, pequenas e médias empresas de diferentes segmentos em todo o país.

O vice-presidente de Pequenas e Médias Empresas e Identidade Digital da Serasa Experian, Cleber Genero, observou que a crise sanitária impactou fortemente os negócios, mas quem soube identificar as chances encontrou novas formas de gerar receita e pode sair mais fortalecido do período. “Com menos fluxo de caixa, as empresas de menor porte dependem das vendas para manter o negócio girando, então quem soube se diferenciar na pandemia, teve seu negócio potencializado. Agora, é hora de manter o que deu certo e pensar em novas estratégias que possam alavancar ainda mais, sem deixar de lado o investimento em ferramentas que garantam a segurança das transações”, diz.

O estudo analisou ainda a expectativa de crescimento na retomada dos negócios, com 52,6% dos participantes afirmando que pretendem expandir e 29,2% dizendo que pretendem voltar ao mesmo patamar de antes da pandemia. Ao serem questionados quando ocorrerá a retomada, a maior parte (32%) diz que em até seis meses, enquanto outros 29,6% afirmam já terem retomado as atividades.

O economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, indicou que 2021 ainda trará muitas incertezas econômicas, com menos incentivos do governo e tendência de aumento da taxa Selic. “As empresas precisam estar atentas e aproveitar qualquer chance de engordar a receita e reduzir gastos, como renegociando dívidas neste momento de baixa de juros. É essencial ainda que seja traçado um plano de negócios para enfrentar momentos como este com menos turbulências”, afirmou.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × quatro =

Pergunte para a

Mônica.