Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

13% dos brasileiros atuaram em teletrabalho em maio, aponta IBGE

13% dos brasileiros atuaram em teletrabalho em maio, aponta IBGE

 O teletrabalho foi exercido por 13,3% dos brasileiros com alguma ocupação ao longo do mês de maio, somando 8,7 milhões de pessoas. É o que aponta a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Covid-19, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quarta-feira (8). O dado consta na nota técnica “Teletrabalho na pandemia: efetivo versus potencial”, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Em maio, o país somava 84,4 milhões de trabalhadores ocupados.

De acordo com o Ipea e o IBGE, o índice projetado deveria se aproximar dos 22,7%, somando 20,8 milhões de pessoas. Em maio, 84,4 milhões de pessoas estavam ocupadas no Brasil. Dessas, 19 milhões, 22,5%, estavam afastadas de suas atividades, sendo que 15,7 milhões responderam que estavam longe do trabalho devido ao distanciamento social, o que correspondeu a 82,9% dos casos. “Assim, 65,4 milhões de indivíduos exerciam suas atividades laborais em maio no país – 13,3% (8,7 milhões) das pessoas ocupadas e não afastadas do trabalho estavam exercendo suas atividades de forma remota”, informa o comunicado. 

O Distrito Federal apresentou a maior proporção de trabalhadores exercendo suas atividades remotamente (25%). Em oposição, no Mato Grosso, somente 4,5% dos ocupados ficaram em trabalho remoto no período.

A região com a maior quantidade de trabalhadores em teletrabalho foi a Sudeste, com 5,1 milhões, o que representa 17,2% do total de empregados na região. Esse montante representa 59% do total de ocupados remotos. Sendo que 3,1 milhões (36%) eram do estado de São Paulo; 1,2 milhão (13,6%), do Rio de Janeiro; e 685 mil (7,9%), de Minas Gerais. Em contrapartida, na Região Norte, apenas 7,1% (326 mil) exerceram suas atividades a partir de casa.

Envie seu comentário

dezenove + 18 =