Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Vale dispara e Ibovespa volta a rondar os 97 mil pontos

Vale dispara e Ibovespa volta a rondar os 97 mil pontos

A Vale volta a operar em alta nesta quarta-feira (30), puxando a bolsa brasileira para cima. Às 11h54, as ações da mineradora subiam 7,84%, cotadas a R$ 46,09, após terem avançado 0,85% na terça (29) – os papeis da companhia despencaram 24,52% na segunda (28), fazendo a empresa perder R$ 71 bilhões em valor de mercado em um único dia, recorde na B3.

Os investidores reagem ao anúncio da Vale na noite de terça, trazendo os primeiros números sobre o impacto da tragédia em Brumadinho (MG) nas suas finanças. Apesar de a mineradora ter anunciado que vai cortar a produção anual de minério de ferro em 10% por até três anos e investir R$ 5 bilhões para desativar 10 barragens com estrutura similar à da Mina Córrego do Feijão, o mercado começa a ter parâmetros mais claros para dimensionar a situação financeira da companhia.

Com o avanço da empresa, o Ibovespa registrava alta de 1,33%, aos 96.910 pontos, após ter subido 0,20% na terça. O índice chegou a atingir os 91.107 pontos na máxima do pregão, ainda abaixo do recorde em um fechamento (97.677 pontos), alcançado na última quinta-feira (24). Além dos papeis da Vale, as ações mais negociadas do dia operavam em alta: preferenciais da Petrobras (1,50%), Itaú Unibanco (0,58%), Cielo (6,04%) e Bradesco (0,56%).

O dólar comercial registrava queda pelo segundo dia seguido (-0,29%), negociado por R$ 3,71.

Por que é importante
Apesar da crise envolvendo a Vale, a bolsa segue em viés de alta, se aproximando dos 100 mil pontos
Quem ganha
As ações da Vale registravam a maior alta do dia: 7,84%, cotadas a R$ 46,09
Quem perde
As ações do Santander Brasil registravam a maior baixa do dia: 3,94%, cotadas a R$ 47,07

Envie seu comentário

dezesseis + 11 =