Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Se pânico de 2002 se repetir, dólar pode chegar a R$ 7

Se pânico de 2002 se repetir, dólar pode chegar a R$ 7

A alta recente do dólar, que fechou a sexta-feira (18) cotado a R$ 3,74 está assustando muitas pessoas. Comparado a outros períodos da história recente do país, pode-se dizer que o patamar da moeda americana está muito abaixo do que já esteve. Em 2002, o medo do mercado financeiro com a eleição de Lula jogou o dólar para a faixa dos R$ 4. Calculando a inflação de lá para cá nos Estados Unidos e no Brasil, os R$ 4 de 2002 são equivalentes a R$ 7 hoje, segundo cálculos do economista-chefe da MB Associados, Sérgio Vale. Ou seja, se houver o mesmo pânico nos mercados com a eleição presidencial, a desvalorização cambial vai fazer com que muitas pessoas revejam as férias no exterior no fim do ano.

Por que é importante
A julgar pela indefinição no cenário presidencial, há espaço para maiores desvalorizações do real. Até agora, não surgiu um candidato nos moldes do que os investidores do mercado financeiro esperam: competitivo e comprometido com reformas fiscais. Se houver sinal de que um populista ocupará o Palácio do Planalto em 2018, o dólar pode disparar
Quem ganha
Empresas exportadoras e brasileiros que ganham em dólar
Quem perde
Empresas importadoras e brasileiros em geral, que empobrecem quando o real deprecia

Envie seu comentário

catorze − 3 =