PATROCINADORES

Saiba quais são as ações que mais contribuem para alta do Ibovespa

Em relatório divulgado nesta segunda-feira (14), o BTG Pactual mostra quais foram as ações que mais contribuíram para a alta da Bolsa desde a eleição de Jair Bolsonaro como presidente. O Ibovespa avançou quase 7% entre o dia 7 de outubro, data do primeiro turno, e 31 de dezembro de 2018, registrando um salto de 5.036 pontos em pouco menos de três meses – fechando o ano aos 87.887 pontos. Em 2019, a subida foi de 5.814 pontos (6,6%) nos primeiros oito pregões, com o índice batendo recordes em sequência e superando a faixa de 93 mil pontos.

No ano passado, a subida pós-eleições foi impulsionada principalmente pelas ações dos três bancos mais fortes na bolsa brasileira: Bradesco, Itaú Unibanco e Banco do Brasil foram responsáveis por um aumento de 3.916 pontos no Ibovespa entre 5 de outubro (último dia útil antes do pleito) e 31 de dezembro. Por outro lado, os papeis da Vale tiveram o desempenho mais negativo do período, fazendo o índice recuar 1.441 pontos.

O ranking de 2019 também é liderado por um banco, com o Itaú Unibanco contribuindo 610 pontos para a alta da Bovespa, seguido pelas ações preferenciais da Petrobras (604), Bradesco (563), ordinárias da Petrobras (515) e Ambev (510). Até o momento, os papeis da Lojas Renner tiveram o pior desempenho, mas fizeram a Bolsa perder apenas 31 pontos. O BTG Pactual destaca que, das 67 ações do índice, apenas 13 registram queda neste ano.

Confira a lista com as ações que mais contribuíram para a subida do Ibovespa:

Entre 5 de outubro e 31 de dezembro de 2018:

Bradesco (BBDC4): 1552 pontos
Itaú Unibanco (ITUB4): 1.123 pontos
Banco do Brasil (BBAS3): 957 pontos
Ultrapar (UGPA3): 435 pontos
Itaúsa (ITSA4): 389 pontos

Entre 1º e 11 de janeiro de 2019:

Itaú Unibanco (ITUB4): 610 pontos
Preferenciais da Petrobras (PETR4): 604 pontos
Bradesco (BBDC4): 563 pontos
Ordinárias da Petrobras (PETR3): 515 pontos
Ambev (ABEV3): 510 pontos

Confira também as ações que mais contribuíram para a queda no índice:

Entre 5 de outubro e 31 de dezembro de 2018:

Vale (VALE3): -1.441 pontos
Ambev (ABEV3): -568 pontos
Kroton (KROT3): -293 pontos
Raia Drogasil (RADL3): -214 pontos
Cielo (CIEL3): -208 pontos

Entre 1º e 11 de janeiro de 2019:

Lojas Renners (LREN3): -31 pontos
CVC Brasil (CVCB3): -20 pontos
Petrobras Distribuidora (BRDT3): -17 pontos
Magazine Luiza (MGLU3): -12 pontos
Localiza (RENT3): -9 pontos

+ Aprenda a gerir melhor seu dinheiro na série de educação financeira de MONEY REPORT, no Youtube, que traz dicas do especialista André Bona. Clique aqui e confira!

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.