PATROCINADORES

Rally de alta? Bolsa volta a subir e chega aos 104 mil pontos

Apesar de um contexto político agitado, nada impediu que o Ibovespa alcance os 104.370 pontos. Mesmo com forte volatilidade, a bolsa subiu 0,89%. O valor negociado foi de R$ 16,665 bilhões.

Das cinco ações mais negociadas do dia, somente os papeis do Bradesco caíram (-1,08%). Subiram: Vale (+3.63%), Banco do Brasil (+0.02%), preferenciais da Petrobrás (+0.71%) e Itaúsa (+1.31%). 

Duas boas notícias do exterior contribuíram para a alta: o adiamento da imposição de tarifas dos Estados Unidos à China, que ficou para o dia 15 de outubro; e os estímulos monetários pelo Banco Central Europeu, que reduziu a taxa de depósitos de -0,4% a – 0,5%, e a nova rodada de ‘quantitative easing’, pela compra de 20 bilhões de euros em ativos por mês.

No Brasil, o crescimento do setor de serviços e as mudanças no debate da CPMF também impactaram o índice.

O dólar comercial fechou em queda de 0,11%, no valor de R$ 4,0592 na compra e R$ 4,0599 na venda.

Por que é importante

A bolsa subiu em seis dos últimos sete pregões puxada pelas boas notícias no Brasil e exterior

Quem ganha

As ações da Suzano tiveram a maior alta do dia: 5.27%, a R$ 32,55

Quem perde

As ações da Notre Dame Intermedica tiveram a maior queda do dia: −1.73%, a R$ 53,39

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =