Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Puxado por bancos, Ibovespa inverte tendência e sobe no final do pregão

Puxado por bancos, Ibovespa inverte tendência e sobe no final do pregão

Depois de operar parte da sexta-feira (28) abaixo dos 100 mil pontos, o Ibovespa inverteu a tendência na reta final do pregão e fechou o dia em alta. O índice avançou 1,15%, aos 104.171 pontos, apoiado principalmente pelo bom desempenho dos papéis dos bancos. Entre as cinco ações mais negociadas, subiram: preferenciais da Petrobras (0,16%), Itaú Unibanco (2,99%), Banco do Brasil (1,20%) e Bradesco (1,87%). Apenas os papéis da Vale caíram (-0,36%). A queda acumulada na semana, marcada pelo pessimismo por conta do crescimento dos casos de coronavírus fora da China, foi de 8,37% – a maior desde a semana encerrada em 5 de agosto de 2011. Já a desvalorização do índice no mês ficou em 8,43% – o pior desempenho mensal desde maio de 2018.

Envie seu comentário

dezesseis − seis =