PATROCINADORES

Petrobras lidera queda do Ibovespa em 8º dia de greve

O Ibovespa abriu em queda nesta segunda-feira (28), puxada pelas ações da Petrobras. Às 11h30, o índice recuava 3,13% aos 76.431 pontos. No oitavo dia de greve, o presidente Michel Temer anunciou novas medidas para tentar conter a paralisação dos caminhoneiros, o que resultou no congelamento do preço do diesel durante 60 dias, além de outros pedidos como a suspensão dos pedágios e uma tabela mínima de frete. A medida não agradou os acionistas da petroleira, que questionam o poder da que o governo mantém sobre a empresa, como consequência, os papéis preferencias e ordinários da petroleira recuaram 7,73% e 7,34% respectivamente. Das cinco mais negociadas do dia, estão em queda as ações do Banco do Brasil (5,08%) e Itaú (3,03%). Vale opera em alta de 0,43%. Os índices americanos não operam, em função de feriado. O dólar avança 1,60%, cotado a R$ 3,71.

Por que é importante

A paralisação dos caminhoneiros afeta a produção e o caixa das empresas – reduzindo a perspectiva de lucros – e a intervenção do governo nos preços da Petrobras indicam que a estatal não tem autonomia para gerir os negócios com o foco no lucro. Por isso a bolsa despenca

Quem ganha

As ações da Suzano registram a maior alta da manhã (1,15%), cotadas a R$ 44,83

Quem perde

As ações preferenciais da Petrobras registram a maior baixa da manhã (7,73%), cotadas a R$ 18,27

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =

Pergunte para a

Mônica.