Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Onda de otimismo leva bolsa a novo recorde: 97 mil pontos

Onda de otimismo leva bolsa a novo recorde: 97 mil pontos

A bolsa brasileira abriu o pregão de quinta-feira (24) em alta, renovando o recorde: 97.186 pontos por volta das 11h20, superando pela primeira vez a barreira dos 97.000 pontos. À 11h34, o índice subia 0,35%, aos 96.985 pontos. O otimismo dos investidores ainda reflete as declarações do presidente, Jair Bolsonaro, sobre a reforma da Previdência. Bolsonaro prometeu estabelecer idade mínima para aposentadoria e afirmou que a reforma terá força para reduzir a alta dos gastos públicos. Das cinco ações mais negociadas do dia, só as preferenciais da Petrobras operam em baixa (0,04%). As demais sobem: Itausa (2%), Itaú (0,35%), Banco do Brasil (0,45%) e Vale (0,49%). O real, porém, não acompanha: o dólar sobe 0,51%, cotado a R$ 3,78.

Por que é importante
A bolsa sobe porque os investidores se antecipam à aprovação da reforma da Previdência, que tem o poder de melhorar as contas públicas. Com a dívida controlada, a inflação e os juros permanecem baixos -- um ambiente econômico que favorece consumo, investimentos e lucros das empresas privadas
Quem ganha
As ações da CCR registram a maior alta da manhã: 6,65%, negociadas a R$ 14,42
Quem perde
As ações da Qualicorp registram a maior baixa da manhã: 1,45%, negociadas a R$ 15,66

Envie seu comentário

quatro × 4 =