Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

No ‘embate’ entre bancos e Petrobras, estatal ganha e bolsa fecha em alta

No ‘embate’ entre bancos e Petrobras, estatal ganha e bolsa fecha em alta

O pregão da segunda-feira (16) foi marcado por dois movimentos distintos: a alta das ações da Petrobras após ataque na Arábia Saudita, que provocou alta de 15% no preço do petróleo, e a queda das ações dos grandes bancos, refletindo piora no cenário global. São dois entre os setores mais representativos do Ibovespa. Ao longo do pregão, o índice oscilou entre perdas e ganhos. No final, prevaleceu a alta da estatal. Resultado: Ibovespa em alta de 0,17%, aos 103.680 pontos.

Entre as cinco ações mais negociadas do dia, somente os papeis preferencias da petroleira fecharam em alta (4,39%). Caíram: Vale (- 2,41%), Itaú (- 1,78%), Azul (-8,45%) e JBS (- 0,30%). Fora das “cinco mais”, destaque para as quedas do Banco do Brasil (- 1,04%), Bradesco (-1,32%) e Santander (- 1,59%).

O dólar fechou o dia em leve alta de 0,05%, negociado a R$ 4,09.

Por que é importante
A alta do preço do petróleo pode trazer instabilidade para a economia brasileira. Petróleo mais caro poderá levar ao aumento da gasolina e diesel pela Petrobras, o que pode provocar insatisfação entre os caminhoneiros, que ano passado entraram em greve
Quem ganha
As ações da Cielo tiveram a maior alta do dia: 6,02%, a R$ 8,10
Quem perde
As ações da Azul tiveram a maior baixa do dia: - 8,45 %, a R$ 47

Envie seu comentário

10 − nove =