Document
PATROCINADORES

Ibovespa ultrapassa os 86.000 pela manhã, mas fecha o dia em queda

O Ibovespa abriu a terça-feira (24) em alta. Às 10h45, chegou ao pico de 86.577 pontos, rompendo uma importante resistência acima dos 86.000 pontos. À tarde, porém, a empolgação dos investidores diminuiu e o índice passou a operar em queda, atingindo a mínima de 85.115 pontos, mas encerrou o dia em leve baixa de 0,16%, aos 85.469 pontos. Como ocorreu no pregão da véspera, a valorização dos títulos do Tesouro americano de 10 anos, que estão na faixa dos 3%, puxou as bolsas para baixo. Nos Estados Unidos, os três principais índices fecharam em queda: Dow Jones (1,74%), S&P 500 (1,34%) e Nasdaq (2,2%). “Os investidores não veem motivo para arriscar investimentos em renda variável com alta dos rendimentos do ativo mais seguro do mundo”, diz segundo Raphael Figueredo, analista e sócio da Eleven Financial.

A despeito da queda, Figueredo vê sinais de força na bolsa brasileira. “O mercado tem mostrado melhora desde a semana passada, atingindo maior volume de negociações e ganhando robustez. Mesmo com o resultado de hoje, os fundamentos econômicos seguem firmes, com juros e inflação baixos. Além disso, com o dólar mais elevado, o Ibovespa fica sendo uma alternativa de investimento barato ao estrangeiro”, diz. Das cinco ações mais negociadas do dia, apenas a Vale (1,71%) mostrou resultado positivo. Petrobrás (0,36%), Itaú (0,49%), Banco do Brasil (0,97%) e Ambev (0,60%), encerram o dia em queda.

Por que é importante

Figueredo diz que, para que o mercado se consolide acima dos 86 mil pontos, é preciso o cumprimento de dois requisitos: “No cenário nacional, um cenário eleitoral mais claro, com um candidato competitivo e que seja pró-mercado e, no cenário externo, o fim de risco de guerras comerciais e tensões geopolíticas”

Quem ganha

As ações da Qualicorp registraram a maior alta do dia (5,16%), cotadas a R$ 23,23

Quem perde

As ações da Klabin registraram a maior baixa do dia (3,22%), cotadas a R$ 20,14

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.