PATROCINADORES

Ibovespa tem pior queda desde “Joesley Day”; dólar chega a R$ 3,70

O Ibovespa despencou nesta quinta-feira (17), fechando em queda de 3,37%, aos 83.621 pontos – pior pregão desde a delação de Joesley Batista (em 18 de maio de 2017), quando o índice recuou 8,80%. Segundo Carlos Soares, analista de investimentos da Magliano Invest, o resultado se deve em grande parte à decisão do Copom em manter a taxa básica de juros em 6,5% ao ano. “Era esperado um corte de 0,25 ponto porcentual da Selic. Como isso não ocorreu, o mercado reagiu”, disse Soares. Das cinco ações mais negociadas do dia, apenas a Cosan (0,85%) fechou em alta. Itaú (5,23%), Vale (0,93%) e os papéis ordinários (4,49%) e preferenciais (5,26%) da Petrobras fecharam em queda.

Ao contrário do que se esperava, a manutenção da Selic não conteve a alta do dólar. A moeda americana subiu 0,68% e chegou aos R$3,70.

Por que é importante

A despeito do cenário adverso, Soares diz que o Brasil ainda tem bons fundamentos econômicos, com a inflação abaixo do piso da meta e a Selic na mínima história, e mantém a previsão de crescimento do Ibovespa para 95 mil pontos até o final do ano

Quem ganha

As ações da Cosan registraram a maior alta do dia (0,85%), cotadas a R$ 40,30

Quem perde

As ações da BRF registraram a maior baixa do dia (5,82%), cotadas a R$ 22

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − seis =

Pergunte para a

Mônica.