Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

2 Commentários

Ibovespa supera tombo da Vale e fecha semana na máxima histórica

Ibovespa supera tombo da Vale e fecha semana na máxima histórica

A queda vertiginosa nos papeis da Vale, que perdeu R$ 72 bilhões em valor de mercado na segunda-feira (28), não foi suficiente para impedir mais uma semana de alta na bolsa brasileira. O Ibovespa avançou 0,48% nesta sexta-feira (1º), fechando a semana com alta de 0,19%, aos 97.861 pontos – máxima histórica para o índice em um fechamento. A bolsa conseguiu se recuperar rapidamente do recuo de 2,29% na segunda, quando as ações da Vale caíram 24,52%, na primeira sessão após a tragédia em Brumadinho (MG). Os papeis da mineradora subiram 1,65% no primeiro dia de fevereiro.

O Ibovespa operou sem uma direção clara nesta sexta, em um dia positivo para as principais bolsas europeias e asiáticas, mas negativo para os índices americanos – às 18h34, Nasdaq (-0,29%) e S&P 500 (-0,03%) registravam baixa. A alta no petróleo tipo Brent (3,24%) e no WTI (2,88%) impulsionou as ações preferenciais da Petrobras, que fecharam com valorização de 0,86%. Os papeis dos principais bancos listados na B3 tiveram resultados distintos: Itaú Unibanco (0,12%) e Banco do Brasil (0,48%) subiram, enquanto as ações do Bradesco (-1,24%) registraram queda.

O dólar comercial avançou 0,09% no pregão, encerrando a semana em queda de 2,91% e negociado por R$ 3,66.

Por que é importante
O resultado positivo em uma semana marcada pela crise na Vale, cujas ações correspondem a 11% do Ibovespa, demonstra o otimismo do mercado brasileiro neste início de 2019
Quem ganha
As ações da Marfrig tiveram a maior alta do dia: 5,26%, cotadas a R$ 6,40
Quem perde
As ações da B2W Digital tiveram a maior baixa do dia: 3,84%, cotadas a R$ 48,08

Comentários

Envie seu comentário

cinco × 5 =