Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

1 comentário

Ibovespa sobe e dólar recua após acordo entre Estados Unidos e China

Ibovespa sobe e dólar recua após acordo entre Estados Unidos e China

O Ibovespa renovou seu recorde intraday durante o pregão, mas encerrou a segunda-feira (3) com alta moderada, de 0,35%, aos 89.820 pontos. Na máxima do dia, o índice chegou a superar os 91 mil pontos, repercutindo a trégua na guerra comercial entre Estados Unidos e China, anunciada no último fim de semana. Os dois países vão suspender, temporariamente, as tarifas de importação impostas um contra o outro. Entre as cinco ações mais negociadas do dia, três fecharam em alta: preferenciais da Petrobras (1,89%), Vale (2,48%) e ordinárias da Petrobras (2,84%). Encerraram em baixa as ações do Bradesco (-1,72%) e Itaú Unibanco (-1,30%). Já o dólar comercial recuou 0,44%, negociado por R$ 3,84.

Por que é importante
Um arrefecimento na disputa entre EUA e China tende a impulsionar os negócios pelo mundo
Quem ganha
As ações da Usiminas registraram a maior alta do dia: 4,71%, cotadas a R$ 9,79
Quem perde
As ações da Rumo registraram a maior queda do dia: 3,78%, cotadas a R$ 16,78

Comentários

Envie seu comentário