PATROCINADORES

Ibovespa sobe com investidores de olho em tensão comercial

Após iniciar a quarta-feira (27) em baixa, o Ibovespa inverteu o movimento e passou a subir. Às 11h30, o índice registrava ganhos de 0,51%, aos 71.765 pontos, seguindo a alta das commodities e com os investidores cautelosos com a tensão comercial entre EUA e China. O governo norte-americano decidiu seguir as leis do Comitê de Investimentos Estrangeiros e restringir o investimento chinês no país. As cinco ações mais negociadas do dia registravam alta: Vale (1,65%), Itaú (0,59%), Banco do Brasil (1,84%), Suzano (1,06%) e os papéis preferenciais da Petrobras (4,43%). O dólar comercial avançava 1,12%, cotado a R$ 3,83 – atingindo o maior nível em duas semanas. O Banco Central anunciou dois leilões de linha de US$ 2,5 bilhões, e segue com a oferta dos 8.800 contratos de swaps cambiais com vencimento em julho.

Por que é importante

O Conselho Monetário Nacional revisou a meta de inflação para 2021 de 4% para 3,75%. Apesar de a medida ser coerente com o regime de metas, as incertezas eleitorais ainda permeiam a atividade do Ibovespa

Quem ganha

As ações preferenciais da Petrobras registravam a maior alta do dia (4,43%), cotadas a R$ 16,75

Quem perde

As ações da Rumo registravam a maior baixa do dia (2,69%), cotadas a R$ 13,36

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × dois =

Pergunte para a

Mônica.