PATROCINADORES

Ibovespa renova máxima histórica e ronda os 98 mil pontos; dólar cai

A bolsa segue em recuperação nesta quinta-feira (31), após ter recuado 2,29% na segunda (28), no primeiro pregão após a tragédia de Brumadinho (MG), na última sexta (25). Às 11h34, o Ibovespa avançava 1%, aos 97.965 pontos, após ter subido 1,42% na quarta (30) e 0,20% na terça (29). O índice chegou a alcançar os 98.116 pontos na máxima do dia, novo recorde intraday.

O desempenho positivo na última sessão de janeiro reflete o otimismo dos investidores com sinalizações positivas em torno da reforma da Previdência e a decisão do Fed (Federal Reserve, o Banco Central dos Estados Unidos) sobre a taxa de juros americanas. No front interno, membros do governo têm sinalizado que a gestão Bolsonaro irá propor mudanças nas regras de aposentadoria dos militares, o que, na visão do mercado, deve ajudar o Congresso Nacional a aprovar a reforma. No exterior, a manutenção da taxa básica de juros da economia dos EUA no intervalo entre 2,25% e 2,50% ao ano e o anúncio do Fed indicando uma postura mais cautelosa reflete de forma positiva na B3.

As cinco ações mais negociadas do dia registravam alta: Vale (0,86%), Bradesco (3,87%), preferenciais da Petrobras (0,82%), Itaú Unibanco (1,31%) e Banco do Brasil (1,98%). O dólar comercial recuava 1,44%, negociado por R$ 3,65.

Por que é importante

O Ibovespa se recupera de maneira rápida do "efeito Vale", que derrubou o índice no começo da semana

Quem ganha

As ações da Smiles registravam a maior alta do dia: 3,82%, cotadas a R$ 45,06

Quem perde

As ações da Kroton registravam a maior baixa do dia: 2,93%, cotadas a R$ 11,59

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.