PATROCINADORES

Eleições e commodities puxam alta do Ibovespa. Dólar cai

O Ibovespa voltou à faixa dos 85 mil pontos, enquanto o dólar seguiu tendência de queda. O índice fechou o pregão desta segunda-feira (22) com alta de 1,63%, aos 85.597 pontos, após ter acumulado avanço de 1,57% na semana passada. Já o dólar comercial caiu 0,65%, sendo negociado por R$ 3,69.

Para Filipe Villegas, analista da Genial Investimentos, a alta no preço internacional das commodities, o desempenho das principais bolsas asiáticas e o cenário político do Brasil foram fundamentais para o resultado do dia. Enquanto as ações preferenciais da Petrobras e da Vale tiveram altas de 2,35% e 3,25%, respectivamente, com a valorização modesta do petróleo e expressiva do minério de ferro, no front eleitoral os investidores estão confiantes na provável vitória de Jair Bolsonaro (PSL) contra Fernando Haddad (PT). “O mercado segue animado com a grande chance que Bolsonaro tem de vencer Haddad, e precifica isso na Bolsa”, afirmou Villegas.

Entre as ações mais negociadas do dia, os papeis do Banco do Brasil (0,68%) e do Bradesco (1,22%) também subiram, enquanto os da Ambev tiveram queda de 0,24%. Segundo o analista, o otimismo com o cenário eleitoral também contribuiu para a descida no preço do dólar, que segue operando abaixo dos R$ 3,70.

Por que é importante

Segundo estimativas feitas pelo mercado financeiro, o Ibovespa pode ultrapassar os 95 mil pontos com uma eventual vitória de Bolsonaro. O problema é saber como seria, na prática, a gestão do capitão reformado

Quem ganha

As ações da Usiminas tiveram a maior alta do dia: 7,73%, cotadas a R$ 10,45

Quem perde

As ações da Braskem tiveram a maior baixa do dia: 1,75%, cotadas R$ 53,40

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =

Pergunte para a

Mônica.