Document
PATROCINADORES

Dólar cai 5,59% e bolsa tem pior semana desde ‘Joesley Day’

Depois da fala do presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, o dólar registrou na sexta-feira (8) a maior queda em dez anos: 5,59%, cotado a R$ 3,70. Na véspera, com o dólar a R$ 3,92, Goldfajn anunciou que irá ofertar até a sexta-feira que vem (15), US$ 20 bilhões em swaps cambiais para o dólar futuro.

A bolsa registrou a quarta queda consecutiva: baixa de 2,94% aos 72.942 pontos depois de chegar à mínima de 71.679 pontos. Das cinco ações mais negociadas do dia, o Itaú e o Banco do Brasil avançaram 0,24% e 1,43%, respectivamente. As outras três registraram baixa: Vale (6,40%), Bradesco (0,87%) e os papéis preferencias da Petrobras (3,24%).

Por que é importante

Na semana, a queda acumulada da bolsa chegou a 5,56%. No ano, a queda é de 4,53%

Quem ganha

As ações da Kroton registram a maior alta do dia (6,72%), cotadas a R$ 10,80

Quem perde

As ações da Suzano registram a maior baixa do dia (9,54%), cotadas a R$ 44,73

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.