PATROCINADORES

Derrota de Macri na Argentina derruba Ibovespa; dólar sobe

Puxado pelo pessimismo internacional, o Ibovespa fechou a segunda-feira (12) em forte queda. O índice recuou 2%, aos 101.915 pontos. A derrota do presidente Maurício Macri nas eleições primárias da Argentina e a eventual volta da esquerda ao poder azedou o humor do mercado, já dominado pela tensão comercial entre Estados Unidos e China, que ameaça o ritmo de crescimento da economia global.

As cinco ações mais negociadas do dia fecharam em baixa: preferenciais da Petrobras (-2,4%), Vale (-0,73%), Bradesco (-2,09%), Itaú Unibanco (-4,14%) e Ambev (-2,94%).

O dólar, que chegou a superar a barreira de R$ 4, fechou em alta de 1,06%, cotado a R$ 3,98 – maior valor desde 28 de maio (R$ 4,02).

Por que é importante

A avaliação do mercado é que a troca de um governo liberal por um esquerdista e de viés estatista na Argentina pode afetar as relações com o governo brasileiro

Quem ganha

As ações da JBS registraram a maior alta do dia (5,76%), cotadas a R$ 29

Quem perde

As ações da Gol registraram a maior baixa do dia (-7,2%), cotadas a R$ 37,64

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 3 =

Pergunte para a

Mônica.