PATROCINADORES

‘Choque’ de capitalismo pode prejudicar Ibovespa, diz gestor do Alaska

Em entrevista ao Infomoney, Henrique Bredda, gestor do Alaska Asset Management, disse que o “choque de capitalismo” que o governo pretende dar no país pode prejudicar as maiores empresas de capital aberto na B3, a bolsa brasileira. Segundo Bredda, medidas de abertura da economia e reformas pró-negócios, que facilitam abertura de empresas e redução da burocracia, podem estimular a entrada de novas companhias (nacionais e estrangeiras). O aumento da competição, na visão do gestor do Alaska, quebraria oligopólios existentes no país — que são comandados pelas empresas de capital aberto. Essa empresas hoje têm acesso diferenciado a crédito e grande fatia de mercado e, com aumento da concorrência, perderiam valor.

Por que é importante

O Brasil é um país fechado, com pouca competição em diversos setores da economia e precisa de uma 'injeção de capitalismo' para voltar a crescer

Quem ganha

A população. O choque de capitalismo aumentaria a competição, provocando a queda de preços e aumento da oferta de melhores produtos e serviços

Quem perde

Os acionistas das maiores empresas listadas no Ibovespa

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 1 =

Pergunte para a

Mônica.