Document
PATROCINADORES

Bolsa tem o melhor pregão desde fevereiro

O Ibovespa encerrou a terça-feira (19) em forte alta. O índice subiu 2,26% aos 71.394 pontos, em um movimento de correção após cair por quatro pregões seguidos. Na máxima, chegou a 72.010 pontos. O resultado do dia se deve principalmente à valorização dos papéis dos bancos: Itaú (4,51%), Bradesco (5,18%), Banco do Brasil (7,01%), e Santander (2,14%). Profissionais de renda variável afirmam que a possibilidade de votação do Cadastro Positivo nesta terça favoreceu a alta nos bancos. Dentre as mais negociadas do dia, valorizaram as ações da B3 (3,75%) e os papeis preferenciais da Petrobras (6,34%). Vale recuou 1,85%.

O dólar comercial encerrou em alta de 0,12%, cotado a R$ 3,74, com as tensões comerciais entre EUA e China. No Brasil, a alta foi contida pela atuação do banco Central, que manteve os leilões de swaps cambiais e prometeu ofertar mais contratos no valor de US$ 10 bilhões.

Por que é importante

Depois de cair nos para abaixo de 69.000 pontos, a bolsa brasileira teve o melhor pregão desde 14 de fevereiro, quando subiu 3,27%

Quem ganha

As ações da Rumo tiveram a maior alta do dia (7,48%), cotadas a R$ 13,50

Quem perde

As ações da Suzano registram a maior baixa do dia (5,27%), cotadas a R$ 43,85

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.