Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

1 comentário

Bolsa retorna aos 94 mil pontos em semana marcada por guerra comercial

Bolsa retorna aos 94 mil pontos em semana marcada por guerra comercial

O Ibovespa encerrou o pregão desta sexta-feira (10) em queda de 0,58%, aos 94.258 pontos, fechando a semana com recuo de 1,82%. Com o resultado, o índice acumula baixa de 2,18% em maio. O dólar comercial subiu pela quinta semana seguida (0,13%), mas fechou o dia em queda de 0,23%, negociado por R$ 3,94.

A bolsa brasileira registrou resultado negativo em quatro sessões na semana, seguindo o clima de pessimismo nos mercados globais. Os investidores entraram em estado de alerta após o presidente americano, Donald Trump, anunciar um aumento nas tarifas sobre US$ 200 bilhões em produtos importados da China, de 10% para 25%. Trump também ameaçou cobrar impostos sobre outros US$ 325 bilhões que ainda não são tributados pelos Estados Unidos. No Brasil, o mercado segue atento à tramitação da reforma da Previdência, que começou a ser discutida na comissão especial da Câmara dos Deputados.

Entre as cinco ações mais negociadas do dia, apenas as da Vale fecharam em alta (1,90%). Os papeis preferenciais da Petrobras (-0,56%), Suzano (-8,72%), Banco do Brasil (-1,70%) e Itaú Unibanco (-0,46%) caíram.

Por que é importante
A disputa comercial entre EUA e China prejudica os negócios no mundo, afetando negativamente os ativos de risco nos países emergentes, como o Brasil
Quem ganha
As ações da Kroton tiveram a maior alta do dia: 5,10%, cotadas a R$ 10,10
Quem perde
As ações da Suzano tiveram a maior baixa do dia: -8,72%, cotadas a R$ 40,31

Comentários

Envie seu comentário

20 − nove =