Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Bolsa opera na estabilidade

Bolsa opera na estabilidade

O Ibovespa abriu a quarta-feira (11) em queda – às 10h09, recuava 0,51% aos 74.214 pontos – mas logo inverteu e, às 11h30, operava próximo à estabilidade, avançando 0,01% aos 74.873 pontos. O dia é marcado pela implantação das tarifas nos produtos chineses pelos EUA, o que afeta o preço das commodities. As ações da Vale registram queda de 1,09%. Além disso, os investidores digerem as notícias os resultados da pesquisa de produção industrial do IBGE, que recuou em 14 dos 15 locais pesquisados entre maio e junho. O equilíbrio foi motivado pela alta nas ações ordinárias e preferenciais da Petrobras, que avançavam 0,68% e 0,78%, respectivamente. Entre as outras ações mais negociadas do dia, sobem os papéis do Banco do Brasil (1,54%) e caem os do Bradesco (-0,07%). O dólar comercial registra alta de 1,10%, cotado a R$ 3,83

Por que é importante
Sem boas notícias no campo fiscal e político, a bolsa brasileira segue afetada pelas tensões comerciais entre EUA e China
Quem ganha
As ações ordinárias da Eletrobras registravam a maior alta da manhã (8,21%), cotadas a R$ 15,29
Quem perde
As ações da Embraer registravam a maior baixa da manhã (3,81%), cotadas a R$ 21,70

Envie seu comentário