Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Bolsa em queda? Vá às compras. Analistas apontam as “pechinchas”

Bolsa em queda? Vá às compras. Analistas apontam as “pechinchas”

Em maio, o Ibovespa acumula baixa de 11,6%. A queda foi provocada pela decepção com a recuperação da economia, cenário externo turbulento (que envolve crises geopolíticas e alta dos juros nos Estados Unidos) e, mais recentemente, a paralisação dos caminhoneiros, que levou o governo a interferir na política de preços da Petrobras e provocou queda na produção. O cenário instaurou pânico em muitos investidores, que preferiram se desfazer das posições compradas. A baixa, porém, abre oportunidades para a compra de ações que, pode-se dizer, estão “baratas”, pois têm bons fundamentos e podem gerar bons lucros (e retornos para os acionistas). MONEY REPORT ouviu três especialistas e pediu que eles indicassem as “pechinchas” da bolsa.

Roberto Indech, analista-chefe da Rico Investimentos: Itaú Unibanco (ITUB4); ViaVarejo (VVAR11) e Localiza (RENT3). O analista prefere não estipular preços-alvo. Segundo ele, o cenário brasileiro atual ainda é muito incerto, dada a volatilidade econômica e a proximidade das eleições. Porém, crê que seja um bom momento para apostar nos papéis.

Carlos Soares, analista de investimentos: As ações preferenciais da Petrobras (PETR4), que têm espaço para crescer até R$ 30,00; Carrefour (CRFB3), que pode chegar a valer R$ 19,50; o Pão de Açúcar (PCAR4) que pode chegar a R$ 88,40. No setor de bancos, Itaú Unibanco (ITUB4) pode  atingir R$ 47,29; e o Bradesco (BBDC4), com alvo em R$ 40,00.

Raphael Figueredo, analista e sócio da Eleven Financial: Lojas Americanas (LAME4), que tem projeção para crescer até R$ 21,00; MRV (MRVE3), com alvo em R$ 16,70; a PetroRio (PRIO3) que, em meio à crise da Petrobras, assume maior importância, pode chegar a R$ 105.

Envie seu comentário