PATROCINADORES

Bolsa cai 10% após revisões de crescimento e tensão com coronavírus

O Ibovespa fechou o dia em queda de 10,35%, aos 66.894 pontos. Foi o resultado mais baixo desde o final da Greve dos Caminhoneiros, em junho de 2018. Quando a queda atingiu 10%, o circuit breaker foi acionado, paralisando momentaneamente as atividades. Foi o segundo circuit breaker da semana e o sexto nos últimos oito pregões. Cotado a R$ 5,20, o dólar atingiu o maior patamar da história.

Para o analista da Clear Corretora, Rafael Ribeiro, a queda ocorreu após o anúncio das medidas restritivas em São Paulo e a revisão das expectativas de crescimento por parte dos bancos, que pode ser zero em 2020. “O destaque negativo é do varejo, o setor mais afetado com o fechamento dos shoppings”, disse. O avanço do coronavírus também aumentou a tensão entre os investidores.

As cinco ações mais negociadas no dia caíram: Vale (-6,89%), Itaú/Unibanco (-6,94%), preferenciais da Petrobras (-13,15%), B3 (-7,71%) e Bradesco (-11,66%).

O dólar fechou em alta de 3,9%, atingindo R$ 5,20.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.