PATROCINADORES

Alfa negocia título garantido pelo BNDES para financiar agro

A primeira emissão de certificados recebíveis do agronegócio (CRA) com garantias do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na história do mercado de capitais brasileiro foi coordenada pelo Banco Alfa. Batizado de CRA Garantido, o novo produto foi lançado em uma operação que envolveu a securitizadora Ecoagro, a Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) e a Cotrijal, uma das maiores cooperativas gaúchas. Os CRAs são títulos de renda fixa para financiamento lastreados em recebíveis do agronegócio.

A emissão inédita somou R$ 29 milhões que vão atender 31 produtores, com juros de 3,15% e prazo de dois anos. O braço de corporate and investment do Alfa vai cuidar da comercialização dos títulos. A operação deverá servir como referência, ajudando a desenvolver o mercado de capitais junto ao agronegócio. Esse tipo de emissão pode ser usada para custeio ou investimento.

A Cotrijal tem 7,9 mil associados e faturou R$ 2,4 bilhões em 2020. Ou seja, há espaço para ampliar o produto mesmo junto ao primeiro cliente. “Viabilizar a produção, com segurança, é estratégico. Estamos otimistas com a possibilidade de acessar crédito privado e honrados por sermos pioneiros”, afirmou o presidente da cooperativa, Nei César Manica.

Até ocorrer, foi necessário cerca de um ano de maturação envolvendo tratativas entre Ministério da Agricultura, BNDES e Farsul até a escolha da Cotrijal e da Ecoagro. O novo modelo foi anunciado nesta quinta-feira (8). “É mais do que uma operação rotineira, é uma inovação. Marca a entrada num mercado promissor. Estamos desconcentrando o crédito nacional”, afirmou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 1 =

Pergunte para a

Mônica.