PATROCINADORES

Dutra e Rio-Santos; sanções na Rússia apertam; valorize o vendedor

MONEY REPORT mostra as iniciativas e ideias liberalizantes e modernizadoras ao ambiente de negócios

CCR assina novos contratos para Dutra e Rio-Santos

Os leilões vencidos pelo Grupo CCR para explorar as rodovias Presidente Dutra (BR-116) e Rio-Santos (BR-101) envolverão investimentos de R$ 14,8 bilhões nos próximos 30 anos. A CCR já já operava na Via Dutra e conseguiu uma renovação. Ambos os certames somaram os maiores contratos de concessões rodoviárias promovidos pelo atual governo. O trecho tem 625,8 quilômetros da Dutra (BR-116) e faz a ligação entre as regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro, parte da conexão entre as regiões Nordeste e a Sul. Entre as melhorias previstas, estão a ampliação da capacidade da Dutra no trecho da Serra das Araras, com a construção de uma nova pista, permitindo quatro faixas de rolamento por sentido. Serão 80,1 quilômetros de duplicações, 601,8 quilômetros de faixas adicionais e 144 quilômetros de vias marginais a serem construídas.

As devastadoras e atômicas sanções contra a economia russa

Desta vez, Vladimir Putin conseguiu a façanha de unir o mundo em oposição. Mas suas propensões autoritárias e expansionistas não são supresa para quem acompanha sua trajetória. Já em sua primeira campanha eleitoral, em 2000, Putin foi questionado por uma jornalista como era ser um candidato ex-agente da KGB. Respondeu com sorriso malicioso: “Não existe tal coisa como um ‘ex-agente da KGB’”. Sua primeira grande crise ocorreu quando 42 terroristas chechenos tomaram 850 reféns em um teatro de Moscou. As forças especiais chefiadas por Putin (Spetsnaz) empregaram agentes químicos que mataram 39 sequestradores e 130 reféns, incluindo 9 estrangeiros.

____________________________________

Informe Publicitário

____________________________________

Demonstre apreço pelos comerciantes

As pessoas podem ser manifestamente desagradáveis com comerciantes e com atendentes de lojas, tratando de maneira sórdida indivíduos que estão apenas tentando empreender e que estão ali apenas para nos servir e prestar um bom atendimento. Sim, é um direito das pessoas reclamarem: uma característica do mercado é que você não tem de comercializar com ninguém em específico. E, ainda assim, confesso ficar aborrecido quando vejo pessoas sendo tão desdenhosas e desrespeitosas para com tentativas de empreendimento. Por que não simplesmente se recusar a comprar e ir embora? Pra que proferir invectivas e se comportar de maneira rude?

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.