Document
PATROCINADORES

Secretário anuncia privatização dos Correios e Lula reage com bobagens

O jornal O Globo afirma que o governo vai privatizar 100 % do capital dos Correios, em proposta que deseja ver aprovada no Congresso já na semana que vem. A fonte da informação é o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord.

Antes que os liberais soltem os fogos, é preciso esperar pela confirmação oficial. Não seria a primeira vez que um secretário diz algo que é desmentido por declarações ou pelos atos do governo.

Enquanto esperamos por uma manifestação de Paulo Guedes ou de Jair Bolsonaro, Luiz Inácio Lula da Silva já deu seus pitacos pelo Twitter: “Esse negócio de tentar privatizar os Correios… Se o governo não sabe administrar, pra que governo?! Essas empresas que eles querem vender agora são estratégicas. Foram construídas com muito suor do povo brasileiro. E dão ao governo o poder de induzir nosso desenvolvimento”.

Vamos dissecar o tuíte do ex-presidente:

  • “Se o governo não sabe administrar, pra que governo?”: o governo tem uma grande tradição de administrar mal suas empresas. Em 2014, por exemplo, o prejuízo das estatais foi de R$ 13,4 bilhões, um pouco menos que a metade dispendida no programa Bolsa Família. No ano seguinte, em que tivemos o impeachment de Dilma Rousseff, as perdas acumuladas pelas companhias públicas foram de R$ 34 bilhões. Em 2019, no entanto, as estatais deram R$ 109 bilhões de lucro e, no ano passado, com a pandemia, R$ 60 bilhões. Ou seja, o representante do partido que administrava mal as estatais não quer privatizá-las, enquanto o governo que lucrou com elas vendê-las.
  • “Essas empresas que eles querem vender agora são estratégicas”: os Correios deixaram de ser uma empresa estratégica há anos, quando a comunicação deixou de ser feita via carta. Quanto à entrega de mercadorias e logística, as empresas privadas conseguem desempenhar o mesmo serviço com prazos melhores e custos menores.
  • “Foram construídas com muito suor do povo brasileiro”: consumiram também muito dinheiro, dando prejuízos com administrações incompetentes ou corruptas.
  • “E dão ao governo o poder de induzir nosso desenvolvimento”: ganha um picolé de abacaxi quem conseguir estabelecer uma relação direta entre a entrega de cartas e mercadorias e o desenvolvimento de um país como o Brasil.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.