PATROCINADORES

Reforma administrativa será feita em fases, sinaliza Uebel

O secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, disse nesta quinta-feira (16) que a intenção do governo é implementar a reforma administrativa em fases. A primeira proposta será encaminhada ao Congresso para apreciação em fevereiro e a expectativa é que o conjunto de mudanças seja finalizado até 2022. Segundo Uebel, o governo não pretende fazer alterações substanciais em relação aos atuais servidores.

“Não vai mexer com a estabilidade dos servidores atuais. Não vai haver mudança nos salários dos servidores atuais e não vai haver desligamento dos servidores atuais. Têm coisas que vão mudar nos servidores atuais, mas coisas pontuais”, afirmou.

Os principais ajustes, conforme o secretário, serão realizados nas regras de contratação de funcionários, número de carreiras, remuneração, entre outros pontos.

Por que é importante

A reforma administrativa faz parte dos planos do governo para enxugar e tornar a máquina pública mais eficiente

Quem ganha

Os atuais servidores, que terão as condições mantidas

Quem perde

Concurseiros que buscam uma vaga no funcionalismo público federal, que serão afetados pelas alterações

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.