Document
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Piva, Passos e Wongtschowski defendem a importância do empresariado

Os empresários Horácio Lafer Piva (imagem), Pedro Passos e Pedro Wongtschowski publicam um artigo hoje no jornal O Globo no qual discutem o cenário político brasileiro e o papel do empresariado neste contexto. “Aproximam-se as eleições, época de intenso patrulhamento e caça selvagem por culpados de qualquer espécie. Período em que, recorrentemente, o empresário é tratado como mal em si. Seja industrial, agricultor, financista, comerciante ou operador de serviços, o mero ato de deter capital faz dele um algoz. Tem o lucro como um pecado absoluto e, se acerta em algo, é mera obrigação”, escrevem os autores no início do texto.

Mais adiante, Piva, Passos e Wongtschowski dizem o seguinte: “O Brasil tem bons empresários, empreendedores novos e antigos, geradores de riqueza, estudiosos de estratégias da presença de seus produtos mundo afora, empregadores responsáveis, reformistas legitimamente comprometidos com o futuro. Tem também maus empresários, despreocupados com a iniquidade social, com a destruição da natureza que generosamente nos serve, apelando a instrumentos que, por meio de corrupção, monopólios, falta de transparência, visão meramente setorial ou regional, acumulação sem propósito e ofensiva ostentação, arrastam tudo de positivo que exista nesta indispensável profissão”.

Eles encerram o artigo da seguinte forma: “Os interesses nobres são facilmente identificáveis. Os que se prestam ao jogo do poder, do dinheiro fácil, do privilégio, são menos claros e, portanto, demandam atenção. Não se deve confundir quem aqui está para ajudar com aqueles que podem atrapalhar. Bons empresários, como quaisquer outros bons de outros segmentos, merecem respeito e solidariedade em seus compromissos”.

A trinca representa companhias de peso. Piva é acionista e conselheiro da Klabin. Passos é presidente do Conselho da Natura. E Wongtschowski é CEO do Grupo Ultra. Um texto desses defende a condição de empresário e mostra a devida importância dos empreendedores para uma Nação como a brasileira. Não é a primeira vez que os três homens de negócios se unem para defender posições importantes para o empresariado nacional. Em janeiro, o trio escreveu um texto sobre o cenário eleitoral.

É importante e desejável que empresários defendam a categoria e exprimam claramente suas opiniões políticas e anseios econômicos. O empresariado precisa colocar seus anseios em uma pauta oficial e defender publicamente que precisam de regras simples e claras para melhorar o ambiente de negócios – e uma interferência cada vez menor do Estado na economia.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.