PATROCINADORES

Os legados reformistas de Temer e Macri

Contar com dois ex-presidentes em seu primeiro painel mostrou a relevância da 1ª Conferência Internacional da Liberdade. Reformistas liberais na condução de países de forte intervencionismo e barreiras protecionistas, o brasileiro Michel Temer (2016-2018) e o argentino Mauricio Macri (2015-2018) encontraram fortes resistências e, independente dos índices de popularidade que possuíam ao saírem do Palácio do Planalto e da Casa Rosada, respectivamente, deixaram legados modernizantes. Eles falaram um pouco sobre o que viveram no poder e os desafios enfrentados.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.