PATROCINADORES

Eletrobras privatizada; Congonhas em agosto; R$ 200 bi em contratos

MONEY REPORT mostra as iniciativas e ideias liberalizantes e modernizadoras ao ambiente de negócios
Eletrobras marca fim do controle estatal em evento na B3

Um evento na B3, a Bolsa de Valores de São Paulo, nesta terça-feira (14), marcou o fim do controle estatal de seis décadas da Eletrobras, passando para asa mãos do setor privado. Com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Paulo Guedes, a cerimônia de Toque de Campainha celebrou a capitalização e também uma vitória do governo numa área que avançou pouco, apesar de constantes promessas: a venda de estatais. A Eletrobras é a primeira grande privatização direta do Executivo, já no quarto ano de governo e às vésperas da eleição presidencial.

Congonhas será leiloado em agosto

Um dos principais aeroportos brasileiros será concedido à iniciativa privada por meio de um leilão a ser realizado em 18 de agosto. Localizado em São Paulo, o Aeroporto de Congonhas será leiloado junto com outros terminais como o de Uberlândia (MG), Uberaba (MG) e Montes Claros (MG) num sistema conhecido como leilão por blocos. “Onde nós colocamos um aeroporto de grande porte onde ele é lucrativo, superavitário junto com outros aeroportos que não tem aí a ‘vantajosidade’, talvez, do lucro, mas são aeroportos importantes quando nós falamos de interiorizar a nossa infraestrutura, democratizar o acesso à nossa aviação”, disse o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, entrevistado do programa A Voz do Brasil desta sexta-feira (10).

________________________________________________

Informe Publicitário

________________________________________________

Brasil soma R$ 200 bi em privatizações até o fim de 2022, diz Sampaio

O ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, disse nesta terça-feira (14) que o governo federal pretende, até o final de 2022, por meio do programa de concessões de infraestrutura de transportes, chegar a R$ 200 bilhões em contratos de investimentos da iniciativa privada. Segundo o ministro, o governo soma R$ 100 bilhões nesses contratos nos últimos três anos e seis meses. “A gente soma, já contratado, R$ 100 bilhões. Se você parar para pensar que o orçamento do Ministério da Infraestrutura, em 2022, para lidar com toda agenda de um país continental, é de R$ 6,7 bilhões, R$ 100 bilhões é muito dinheiro”, destacou no evento Brasil Investment Forum (BIF) 2022, na capital paulista.

Lições para corações e mentes

A 1ª Conferência Internacional da Liberdade foi encerrada pelo presidente do Instituto Liberal, Lucas Berlanza, na tarde de 3 de junho, após 6 painéis dinâmicos com a presença de 15 personalidades, entre ex-presidentes, juristas, intelectuais, historiadores e cientistas políticos liberais que apresentaram as vantagens e os desafios para a manutenção e ampliação das liberdades individuais e da livre empresa em países de mentalidade intervencionista, como são os da América Latina.

Iluminando Ciro Gomes: o Brasil é o 4º que mais tributa empresas

Ciro Gomes, que nunca perde uma oportunidade para demonstrar suas qualidades mitomaníacas, utilizou sua conta no Twitter para mostrar qual a sua “solução” para a situação fiscal do Brasil. Como sempre, ele fala sobre seus dois assuntos principais: tributar herança e tributar lucros e dividendos. Sobre heranças, ele diz: “Imposto sobre heranças. EUA cobram 40%, o Brasil cobra 4%.” Esta é a famosa técnica de contar uma mentira aludindo a alíquotas verídicas, porém descontextualizadas.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.