Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Vacina de Oxford contra a covid será testada em 2 mil brasileiros

Vacina de Oxford contra a covid será testada em 2 mil brasileiros

A farmacêutica AstraZeneca obteve autorização para testar em pacientes brasileiros a vacina contra o coronavírus em desenvolvimento pela Universidade de Oxford, no Reino Unido. O aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi publicado ontem, terça-feira (2), no Diário Oficial da União (DOU).

Os estudos iniciais para a vacina foram feitos na Inglaterra e os resultados demonstraram que o perfil de segurança da vacina era aceitável. Resta determinar seu nível de eficácia entre pacientes de diferentes perfis. Dez mil pessoas devem ser testadas no Reino Unido nos próximos dois meses.

A vacina foi elaborada a partir de um vírus (adenovírus) atenuado da gripe comum de macacos que ganhou material genético parecido ao de uma proteína específica do novo coronavírus.

A segurança da substância já foi parcialmente testada, pois fez parte de estudos anteriores para a Síndrome Respiratória Aguda Grade (Sars) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers), doenças também causadas por coronavírus.

Os testes da AstraZeneca no Brasil devem envolver 2 mil pessoas e terão apoio do Ministério da Saúde. Em São Paulo, os testes serão conduzidos pelo Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie), órgão da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A Fundação Lemann vai custear parte da infraestrutura médica e dos equipamentos necessários.

Envie seu comentário

15 − 3 =